Carduelis Magellanica

Este ano foi a minha primeira experiência na criação de magellanicas. Depois de ler vários sites brasileiros pensei estar preparado para a criação e achei que não ia ser difícil enganei-me tudo começou a dar para o torto logo no primeiro truque que eles dão juntar o macho só para acasalar até ai tudo muito bem apesar da fêmea não o aceitar logo ao inicio acasalou sem problemas e tirei o macho passado uns dias apareçeram os ovos mas a fêmea não chocava começou ai logo os problemas passaram três dias depois de ela pôr todos os ovos e ela não chocava como não tinha nada para por os ovos nem gosto de usar amas decidi voltar a juntar o macho problema resolvido ele mal o macho entra na gaiola ela foi logo para o ninho e começou a chocar, pensei eu deixo-te estar alguns dias e depois tiro-te antes que piques os ovos e tirei o macho passados quatro dias mal tirei o macho para fora da vista da  fêmea  ela deixou logo os ovos tive de voltar a juntar o macho. Quando os ovos estavam quase a eclodir o macho tentava galar a fêmea que estava no ninho tirei-o durante um dia e voltei-o a juntar e parecia que os problemas tinham acabado.Quando os filhos nasceram o macho alimentava a fêmea  no ninho mas começou a dar para o torto quando aos sete dias o macho jogou as crias para o chão quando eu vi as crias já estavam mortas só sobrando uma no ninho tirei o macho a fêmea apesar de nos primeiros dias andar muito levantada do ninho lá conseguiu criar este pequenote é um belo macho.

Carduelis Magellanica cria

Anúncios

Cardinalito da Venezuela

Esta foi a minha primeira experiência na criação de cardinalitos e não sei se foi sorte por ter apanhado um bom casal só posso dizer que a criação é fácil se não tivesse acontecido uns pequenos azares  teria até agora seis crias só com um casal. Na primeira postura que só tive um ovo e para experimentar o comportamento do macho deixei-o ao pé da fêmea o que provou ser um erro o macho aos fim de sete dias picou o único ovo. Na segunda postura eram cinco ovos e não cometi o mesmo erro da primeira vez e retirei o macho e nasceram três crias das quais uma cria Isabel o macho era portador e eu não sabia, mais ou menos aos vinte dias já com todas as crias fora do ninho tive a infeliz idéia de os por cá fora no quintal a apanhar um pouco de sol grande azar em quinze minutos uma pega matou-me duas crias das quais a cria Isabel. Fiquei só com uma cria que por sinal é macho. Agora na terceira e última postura tenho três  crias vamos lá ver se não aconte-se mais azares.

Sobrevivente com 24 dias

Cardinalita

Cardinalito 5 dias

Canário de Moçambique

Habitat

O Canário de Moçambique (Serinus mozambicus) é uma ave originária do continente Africano o seu habitat é floresta aberta e campos de cultivo onde existe uma enorme variedade de sementes. Nidifica em árvores, pondo 3 a 4 ovos num pequeno ninho em forma de taça.

Distinção de Sexos

A distinção entre machos e fêmeas é muito fácil as fêmeas tem o que nós na gíria chamamos de colar como se pode ver na foto o colar no pescoço da ave á direita. Atenção que aves novas possuem colar tanto macho como fêmea normalmente os machos com 1 ano de idade já não possuem o colar.

Ovos Canário de Moçambique

 

Reprodução

A dificuldade de criar esta espécie em cativeiro posso dizer que umas vezes é fácil e outra vezes é muito difícil pelo que tenho observado depende muito das aves que se tem posso ter dois casais exactamente com as mesmas condições e um criar sem problemas nenhum e outro matar as crias todas. Os canários de Moçambique costumam se dar melhor em viveiros espaçosos cuidado quando se chega a época de criação e os machos ficam com cio defendem o território com muita agressividade podendo matar alguma ave que tenham no viveiro nunca se deve ter dois casais juntos no mesmo espaço podem ter a certeza que se matam.Começo a junta-los no inicio de Março e para o fim de Março já tenho ninhos e alguns ovos.

Quanto ao material para o ninho tenho dado material que se dá aos canários, um pouco de fibra de coco que eles vão aproveitar para fazer uma pequena taça dentro do ninho e algodão para eles forrarem por dentro.

O ninho que uso é um em verga que normalmente se usa para cardinalitos, camuflado com arrancos de árvore de natal daquelas de plástico.

O tempo de encubação é 15 dias.

Ninho que costumo usar para os canários de Moçambique

Na altura que eles tem crias costumo lhes dar todos os dias sementes do campo:

Tasneirinha

 

Dente de Leão

 

Murogem dos Prados

(Cuidado que existem mais duas espécies desta planta quase iguais as esta mas com flor laranja e roxa não são comestíveis)

Catassol

 (Esta ainda está verde quando elas ficam com uma cor acastanhada estam maduras e boas para dar ás aves)

Também lhe costumo dar papa já experimentei várias mas a que eles costumam pegar melhor é a Cédé para exóticos e Papa dos indios e algum alimento vivo. Não dou germinado e as crias tem se escapado sem problema nenhum.

Os pequenos saem do ninho por volta dos 17 dias. Normalmente separo as crias ao fim de 30 dias de vez em quando costumo dar mais uns oito dias tem de se observar as crias muito bem e ver se elas já começas a picar a comida antes de as separar para não ter surpresas más.

Comportamento

Fora da época de acasalamento, tenho as fêmeas separadas dos machos muito cuidado quando se voltar a juntar o macho com a fêmea, não juntar directo pôr um em cada gaiola encostados um ao outro pelo menos um dia para ver o comportamento de vez em quando o macho não aceita a fêmea e vice versa ou o macho pode estar com cio e a fêmea não e podem aparecer aves mortas ou em muito mau estado. Os  Canários de Moçambique nisto são uma caixinha de surpresas.

Alimentação

A alimentação costumo dar  a mistura exótica da pet-cup durante o verão no inverno e durante a época de criação junto canhamo, perilha,Níger e mais umas sementes há mistura de exóticos.

Tenho disponível durante todo o ano grite e blocos de cálcio.

Longevidade e Subespécies

8 a 11 anos.

Existem várias subespécies de canários de moçambique todas elas com pequenas diferença de cor por exemplo: S.m.somaliyae tem a parte da garganta branca.

Subespécies:

S.m.barbatus
S.m.caniceps
S.m.gommaensis
S.m.granti
S.m.grotei
S.m.mozambicus
S.m.santhome
S.m.somaliyae
S.m.tando
S.m.vansoni

Nota

Durante a época de criação podem aparecer crias pelo chão tem de se separa o macho e mantê-lo fora da vista da fêmea. Ter muito cuidado na altura de anilhar as crias usar sempre adesivo da cor da pele nas anilhas (eu de vez em quando não anilho prefiro ter algumas aves não anilhadas do que mortas) ao anilhar os pais podem deixar de lhe dar comer ou atira-los ninho fora como disse ao inicio é muito relativo isto pode acontecer com alguns casais e outros não este ano podem criar bem para o ano já não nas mesmas condições o importante é não desistir. Esta pequena ave irrequieta é um cantor extraordinário que tem desaparecido da avicultura em Portugal são muito poucos os que demonstram interesse em criar esta maravilhosa ave.

Serinus Hypostictus

Esta foi a minha última aquisição tenho dois machos e uma fêmea este ano tentei cria-los pela primeira vez num viveiro mas sem sucesso graças há “come ovos”  a minha viúva dominicana fêmea come ovos e eu não sabia destruiu duas posturas de bengalins da india e uma de serinus hypostictus. O macho tinha um canto bonito mas devido aos problemas que causaram foram vendidos.

Come Ovos

Distinção de Sexos

A distinção entre machos e fêmeas é díficil o melhor método é ouvir o macho a cantar.

Serinus Hypostictus

Serinus Hypostictus

Serinus Hypostictus Macho

Serinus Dorsostriatus

O Serinus Dorsostriatus é muitas vezes confundido com Canário de Moçambique Gigante(Serinus Flaviventris)

Serinus Dorsostriatus Fêmea e Macho

Serinus Dorsostriatus Macho

Serinus Flaviventris Macho

Serinus Flaviventris Fêmea

Como podemos confirmar com as fotos acima mostradas destinguem-se bem ambas as espécies tendo o serinus dorsostriatus uma parte branca no abdomen e a sua femea ter menos cor em relação ao macho. Já no caso do canário de moçambique gigante (Serinus Flaviventris) é todo amarelo fazendo lembrar um canário de moçambique já a sua femea não tem nada a ver sendo cinzenta com uns tons de amarelo.

Actualmente a espécie que possuo é o Serinus Dorsostriatus tenho num viveiro junto com mais umas espécies e não levanta grandes problemas comparados com os seus parentes mais pequenos.

Reprodução

Eles estão juntos todo o ano e começam sempre a criar em fins de Março. Posso dizer que em viveiros criam bem nunca experimentei em gaiolas portanto não sei se o mesmo acontece em gaiolas. Os materiais que  eles precisam para o ninho são:  fibra de coco, material que se dá aos canários para construção do ninho e algodão exactamente como os cantores de africa e canários de moçambique. Eles gostam que o ninho seja camuflado eu tenho varios ninhos no viveiro e eles deram preferencia a um ninho externo. A fêmea durante o periodo de criação tolera melhor o seu dono não saindo do ninho mesmo quando lhe troco a comida e água.Os ovos são azuis claros eles não fazem grandes posturas até agora o máximo que tive foram três ovos e o minimo foram dois. Só a fêmea  choca os ovos sendo o cuidados dos filhos repartido pelos dois.

Serinus Dorsotriatus

Serinus Dorsostriatus Ovos

Cria com 14 dias

Alimentação

A alimentação que faço dentro e fora da época época de criação é quase igual há que está no artigo dos canários de moçambique a única coisa que muda é estes também tem há desposição mistura para canários .

Nota

Quanto ao canto deixa muito a desejar comparados com os canários de moçambique, cantores de áfrica, serinus flavivertex. Não os juntar com canários de moçambique ou havera problemas já tive os meus com cantores de africa sem qualquer problema dentro e fora da altura de criação.

Cantores de África

De todas as espécies que tenho esta é a minha favorita tem uma das vozes mais melodiosas de todos os passarinhos aqui em casa, um pássaro feio comparado com muitos exóticos que se criam na avicultura Portuguesa (goulds, emblemas picta…etc)  mas com uma voz mágica que deixa a roer de inveja muitas espécies que eu considero monotonas por serem apenas um deslumbre para os olhos e um silêncio para os ouvido.

Distinção de Sexos

O Cantor de África mede 11cms de comprimento e ambos os sexos são idênticos, é impossivel distingui-los a olho  tem praticamente da mesma coloração um pouco mais de branco ou cinza mas praticamente a mesma coisa. A maneira mais fácil para ter a certeza dos sexos é um exame de DNA, é uma simples questão de arrancar algumas penas e enviar para o laboratório. Eu para os sexar costumo usar um macho de canário de moçambique macho ou um cantor de África macho e ponho lado a lado duas gaiolas uma com a ave que quero sexar e outra com o macho de canário de moçambique se for fêmea o macho costuma poisar no poleira a cantar a sua canção para a fêmea se a outra ave for macho então ele começa a atirar-se contra as grades da gaiola com as penas levantadas a cantar feito doido querendo “assassinar” a outra ave até agora tenho sempre acertado com este método.

Cantores de África Casal

Cantor de África Macho(anilha preta)

Cantor de África Fêmea

Reprodução

A dificuldade de criar esta espécie no ano passado podia considerar fácil a criação correu bem e tirei quatro cantores de África sem dificuldade nenhuma num viveiro este ano experimentei criar em gaiolas posso dizer que foi um desastre. Eles estão juntos todo o ano e começam sempre a criar no inicio de Março são sempre os primeiros a criarem. Na criação em gaiola na primeira postura nenhum dos ovos estava galado no ano passado em viveiro estavam sempre todos galados, e tive de retirar o macho da gaiola porque ele ia dormir com a fêmea e alguns ovos não ficavam cobertos e ficavam frios, no viveiro não tive este problema o macho dormia sempre fora do ninho. Na segunda postura separei o macho logo quando a fêmea começou a chocar quando nasceram a crias voltei a junta-lo e não ouve nenhum problema até aos oito dias quando ambos deixaram de dar comida ás crias sem eu saber a razão deixaram de um dia para o outro de lhes dar comer. Só a fêmea é que choca, normalmente ela pôem três ovos já tive umas vez quatro ovos mas é raro. Os ovos são brancos com pintas castanhas na parte de trás do ovo. O tempo de encubação é 15 dias. Quanto ao material para o ninho tenho dado material que se dá aos canários, um pouco de fibra de coco que eles vão aproveitar para fazer uma pequena taça dentro do ninho e algodão para eles forrarem por dentro. O ninho que uso é um em verga que normalmente se usa para cardinalitos, camuflado com arrancos de árvore de natal daquelas de plástico.

Ovo de Cantor de África

Alimentação

A alimentação que faço dentro e fora da época época de criação é igual há que está no artigo dos canários de moçambique .

Comportamento

 
Fora da época de reprodução, tenho sempre os casais juntos raramente os separo o macho é menos agressivo na minha opinião do que o macho de canário de moçambique que está desposto a acasalar todo o ano quer a fêmea queira ou não. Os cantores de África no viveiro toleram bem as outras espécies fazendo pequenas presseguições na época de reprodução a uma milheirita que lá tinha mas nem perto dos niveis de agressevidade dos canários de moçambique que não toleravam nenhuma espécie.