Cantores de África

De todas as espécies que tenho esta é a minha favorita tem uma das vozes mais melodiosas de todos os passarinhos aqui em casa, um pássaro feio comparado com muitos exóticos que se criam na avicultura Portuguesa (goulds, emblemas picta…etc)  mas com uma voz mágica que deixa a roer de inveja muitas espécies que eu considero monotonas por serem apenas um deslumbre para os olhos e um silêncio para os ouvido.

Distinção de Sexos

O Cantor de África mede 11cms de comprimento e ambos os sexos são idênticos, é impossivel distingui-los a olho  tem praticamente da mesma coloração um pouco mais de branco ou cinza mas praticamente a mesma coisa. A maneira mais fácil para ter a certeza dos sexos é um exame de DNA, é uma simples questão de arrancar algumas penas e enviar para o laboratório. Eu para os sexar costumo usar um macho de canário de moçambique macho ou um cantor de África macho e ponho lado a lado duas gaiolas uma com a ave que quero sexar e outra com o macho de canário de moçambique se for fêmea o macho costuma poisar no poleira a cantar a sua canção para a fêmea se a outra ave for macho então ele começa a atirar-se contra as grades da gaiola com as penas levantadas a cantar feito doido querendo “assassinar” a outra ave até agora tenho sempre acertado com este método.

Cantores de África Casal

Cantor de África Macho(anilha preta)

Cantor de África Fêmea

Reprodução

A dificuldade de criar esta espécie no ano passado podia considerar fácil a criação correu bem e tirei quatro cantores de África sem dificuldade nenhuma num viveiro este ano experimentei criar em gaiolas posso dizer que foi um desastre. Eles estão juntos todo o ano e começam sempre a criar no inicio de Março são sempre os primeiros a criarem. Na criação em gaiola na primeira postura nenhum dos ovos estava galado no ano passado em viveiro estavam sempre todos galados, e tive de retirar o macho da gaiola porque ele ia dormir com a fêmea e alguns ovos não ficavam cobertos e ficavam frios, no viveiro não tive este problema o macho dormia sempre fora do ninho. Na segunda postura separei o macho logo quando a fêmea começou a chocar quando nasceram a crias voltei a junta-lo e não ouve nenhum problema até aos oito dias quando ambos deixaram de dar comida ás crias sem eu saber a razão deixaram de um dia para o outro de lhes dar comer. Só a fêmea é que choca, normalmente ela pôem três ovos já tive umas vez quatro ovos mas é raro. Os ovos são brancos com pintas castanhas na parte de trás do ovo. O tempo de encubação é 15 dias. Quanto ao material para o ninho tenho dado material que se dá aos canários, um pouco de fibra de coco que eles vão aproveitar para fazer uma pequena taça dentro do ninho e algodão para eles forrarem por dentro. O ninho que uso é um em verga que normalmente se usa para cardinalitos, camuflado com arrancos de árvore de natal daquelas de plástico.

Ovo de Cantor de África

Alimentação

A alimentação que faço dentro e fora da época época de criação é igual há que está no artigo dos canários de moçambique .

Comportamento

 
Fora da época de reprodução, tenho sempre os casais juntos raramente os separo o macho é menos agressivo na minha opinião do que o macho de canário de moçambique que está desposto a acasalar todo o ano quer a fêmea queira ou não. Os cantores de África no viveiro toleram bem as outras espécies fazendo pequenas presseguições na época de reprodução a uma milheirita que lá tinha mas nem perto dos niveis de agressevidade dos canários de moçambique que não toleravam nenhuma espécie.

 


Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s